Poema ao amigo e irmão Pe. Tomaz Hughes

Pe. Tomaz Hughes com a equipe interdisciplinar da CRB

 

Pe. Tomaz, amigo e irmão, descanse em paz!

É a prece que brota do mais profundo de nosso coração

comovido pela sua partida,

mas, sinceramente agradecido pelo seu testemunho

de vida doada à missão, sua dedicação e sua constante alegria.

Missionário da Palavra,

solidário aos pobres e sofridos,

determinado em suas opções e posições,

com veemência e simpatia,

comunicava os ensinamentos do mestre Jesus,

esclarecia e transmitia sua mensagem.

E assim você avançava em sabedoria

e alcançava ideais mais elevados.

 

Missionário do Verbo Divino,

você percorreu o seu caminho

com audácia e simplicidade, amante da verdade,

incansável e atento em responder aos apelos

do Deus da vida, disponível e a todos acessível.

A sua pedagogia envolvia e atingia

pessoas de idades distintas,

tocava corações, despertava atenções,

motivava ao serviço e ao compromisso.

 

Gravados em nossa memória,

para sempre permanecerão,

como herança,

sua lembrança e seus ensinamentos;

e mais ainda, os valores encarnados

em sua vivência, cuja essência nos

transmitia com firmeza, vibração e leveza,

na certeza de que, cedo ou tarde, sementes brotariam

e o Espírito cuidaria de as florir e frutificar.

 

Humor e animação nunca faltavam nas rodas de conversas,

como também em seus cursos e assessorias, nos quais,

na interação com os participantes, a partir da realidade,

você ministrava, com clareza e maestria, conteúdos diversificados

e enraizados na Palavra de Deus,

e, à Luz do Espírito, a profecia se fazia notar.

 

Pe. Tomaz, a certeza que nos consola

é a mesma que você acreditou e na qual pautou sua vida:
Cristo ressuscitado caminha conosco,

sua Luz ilumina nosso caminhar de peregrinos.

E o projeto missionário que orientou seus passos,

objeto de nossa ação e atuação,

situa-se num horizonte mais amplo e abrangente:

o Reino.

 

Este Reino já presente, mas ainda não totalmente,

é o que confere sentido e significado

para levantarmos o nosso olhar e ver

as coisas novas que o Senhor está realizando:

“novos céus e nova terra”,

que seus olhos já contemplam com a nitidez de olhos pascais,

enquanto nós ainda procuramos os sinais dessa

Boa Nova.

 

Irmã Maria de Fátima Kapp,ssps.

Brasília, 16 de maio de 2017.